Estudando os EUA - Hein?!

terça-feira, julho 16, 2013 Aline 2 Comments

E lá vou eu me aventurar nos estudos - ou melhor, me aprofundar - sobre os Sazunidos. Quem me conhece sabe que passei um ano planejando cada mínimo detalhe do meu intercâmbio para a Inglaterra e durante este tempo, fiz um blog com uma 'contagem regressiva', e em cada data, postava alguma curiosidade/fato relacionado ao local.

Pode parecer exagero para alguns, mas eu não gosto de me sentir perdida - desde uma conversa, principalmente em um local. Portanto, naquela época, pesquisei desde as gírias, comidas típicas, atores/cantores/músicas/filmes, pontos turísticos e até mesmo umas peculiariedades da terra britânica.

Valeu a pena e o mais legal foi que muitos amigos me ajudaram com ideias, textos, imagens e uma infinidade de conteúdos. Quando cheguei lá, vi que:
- Daora, não estava tão lost assim, sabia que era melhor responder 'Not at all' do que 'You're welcome', por exemplo;
- Nem tudo é o que se lê, já que quando se vive, o contexto - e a intensidade - são outros (praia com pedras ao invés de areia nos faz sentir saudade imensa do Brasil).


Hastings Beach - UK. Only Stones. Quase um Audioslave.
Enfim, voltando aos EUA, acho válido enquanto não chega a hora do sonhado match com uma family ir pesquisando sobre os detalhezinhos, pois váaarios fatores são necessários e ao meu ver, importantes, ao escolher seu 'lar' e claro, emprego, pelo próximo 1 ano (who know 2).

Tirando as especificações dos 'empregadores' em si (que pretendo falar em um outro post), a cidade/região que vai morar vai influenciar - e muito - no dia-a-dia. Se aqui no Brasil já é assim (quem mora em Santa Bárbara, por exemplo, sabe que não tem merda nenhuma pra fazer), imagine lá, longe da família, amigos e namorado. Melhor se prevenir pra não deixar uma homesick bater forte.

Vamos dedicar então os próximos posts/estudos sobre as regiões americanas, focando nas características chaves que conquistariam - ou afastariam:

- Clima 
Há algumas regiões que chegam a -15ºC no inverno, por exemplo. Na boa, se aguentar 5 graus em UK foi foda (digo pelo vento e umidade, que não temos aqui), imagine uma temperatura negativa? E por meses...  

Existem outras que se aproximam ao Brasil, com média de 30ºC no verão. Nem sempre tempo quente é bom sinal: muitas cities (principalmente as que ficam 'ali no meio' dos EUA - o encontro do quente-frio é meio tenso. Mas vamos deixar os tornados e furacões pra posts específicos das regiões!).


Seattle é o lugar mais chuvoso do mundo. Viver sem sol? No way.
- Segurança
A tendência nos grandes centros é, obviamente, a falta dela - mas nada comparado ao nosso amado Brasil. Entretanto, pra uma AuPair, é importante saber se poderá passear com a kid de boa na lagoa e se o rolê noturno com azamiga não será abalado por algum doido na esquina. Muitas não terão carro e do metrô até a casa, talvez role um on foot legal. 

Já que mencionei carro, se tiver que levar a garotada pra escola ou wherever they need, pesquisar sobre a segurança de trânsito local é primordial. Já se imaginou dirigindo em NY? Calma, não estou exagerando. Ninguém vai pedir rematch e isso não é motivo para desistir. Considere, estude, treine! ;)


Busy NY!
- Estudos
Às vezes penso que talvez seja melhor esperar saber pra onde se vai (após pensar nos fatores acima - juntamente com as condições oferecidas pela family) pra checar o que se há por lá. But, não custa saber o que cada estado oferece de melhor, né? A caráter de informação, saber nunca é demais! 

Boston é um dos melhores lugares (acho que nem preciso dar detalhes sobre Harvard ou MIT, né?!), e já vi algumas garotas comentando que o sul costuma ser a little bit expensive pra foreigners estudarem. Bom, como falei... pesquisar não mata ninguém, né?


Massachusetts Institute of Technology!

- Densidade Demográfica
Há alguns estados menos populosos que outros, fato. Porém, alguns foram 'colonizados' tardiamente se comparados com alguns, e até hoje concentram uma grande área de florestas e montanhas (por favor, me corrijam se estiver errada - já que no Google se acha de tudo e não fui a fundo ainda nesse sentido).

Ontem, por exemplo, li que em Wyoming 'apresenta a menor população e com isso, uma das menores densidades populacionais' (Fonte: aqui). Pode ser bom? Ruim? Pra tudo na vida há both sides, mas no meu caso, talvez não fosse legal. Gosto de gente, quero conhecer mais AuPairs e quero ter companhia pra sair... (já pensou se acho uma HF awesome por lá?! Morde a língua, Aline!). Enfim, é legal saber isso também.


Like no place on Earth?! Daora a vida! ;)

Mais uma vez quero deixar claro que lá tuuuudo pode ser diferente. Mas, conhecer o país o qual se vai morar e sua cultura, ao meu ver, faz parte do crescimento pessoal. :)
  

2 comentários:

  1. Olá Aline! tudo bem?
    Encontrei seu blog em um blog que leio e devoro, e super-gostei do seu também!
    Parabéns! Seu modo como escreve e conta suas experiências é demais!
    Sou blogueira e também viajante-apaixonada, e com certeza agora acompanharei seu blog também! Já está na minha barra de favoritos! :D

    Beijos!
    longevoar.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Débora!
      Ah, que bom que gostou do meu blog, fico muito feliz com isso! Já já verei o seu também e vou adicioná-la em meus favoritos! :))
      Esse é o lado bom da gente expor nossas experiências: conhecer pessoas que possuem os mesmos interesses e assim, viajar mesmo que sentadinhas em frente a um computador - ou a um celular!

      Beijão e seja bem vinda!

      Excluir