AuPair: Perguntas para possível host family

segunda-feira, agosto 26, 2013 Aline 0 Comments


Depois de tanto ler vários blogs sobre, resolvi 'copiar' todas as dicas úteis sobre o momento das 'entrevistas' com as possíveis host families. Vou compartilhar somente o que acabei utilizando de tudo que achei pela web, ok?! :)

Apareceu família em meu perfil! E agora?!
  1. Antes de qualquer coisa - até mesmo responder o e-mail que receberá deles - leia cuidadosamente todas as partes do profile. Releia, releia, releia: no momento de euforia, algumas horas depois e quando toda a ansiedade começar a baixar. Até porque, a empolgação no início é tanta (principalmente quando pinta a primeira) que não lembrará de nada depois - ou deixará de ver alguns pequenos detalhes, mas que após mudar-se, verá que deveria ter prestado atenção.
  2. Lembre do Google e não tenha dúvidas: pesquise sobre tudo!  Nome dos hosts e qualé que é da cidade (como transporte e clima). EU aconselho a não divulgar  a informação pra massa, como facebook e até mesmo grupos de AuPair - vai por mim, às vezes, só atrapalha. Procure aqueles contatos que já estão nos EUA e que julga ser confiável; duas ou três cabeças sempre pensam melhor que uma.  Mas tem casos que quanto menos opinião, melhor para que possa se decidir em relação ao que VOCÊ QUER - e não o que os outros acham que deve ser legal e/ou importante para eles.
  3. Penso que uma boa cidade conta na hora da decisão, mas o fator primordial deve ser, sem sombra de dúvidas, o perfil da host family. Quais os hobbies? Costumes? Valores? Estes se encaixam nos seus? E a quantidade de kids? O que os hosts acham importante para a educação e lazer dos filhos? Lembre-se, será um ano (ou mais) que conviverá com eles, e morar na Califórnia, mas ter um pesadelo dentro de casa, não é lá uma boa visão de intercâmbio e trabalho.

A hora do Skype - ou ligação telefônica (como foi meu caso):

  1. Sorria. Não precisa ser uma miss simpatia, mas tente ser o mais natural possível;
  2. Tenha certeza que já leu e releu o profile várias vezes para evitar perguntas as quais eles já teriam respondido ou deixado claro na letter.
  3. Não entendeu? Peça para repetir. Não fique balançando a cabeça ou sorrindo para demonstrar que pegou o sentido do que falaram. A língua Inglesa é cheia de expressões e gírias - assim como nosso Português - que muitas vezes, desconhecemos (até mesmo por falta de convivência, o que mudará em breve!) e para que os tais pequenos detalhes não fiquem ocultos, melhor perguntar mil vezes.
  4. Lembre-se que além de ser um intercâmbio e uma ótima oportunidade de viagem, a ida será a trabalho. Portanto, pergunte tudo o que acha necessário sobre as kids e seu comportamento. Do que adianta ter carro, mas as crianças serem mega ultra mimadas e os pais não fazerem questão de corrigi-las? AuPair não é pai e mãe, se eles não têm a mínima intenção de fazê-lo, não será você - por mais que nossa função seja 'cuidar' das crianças e elas aprenderão muito com nossa companhia, não cabe a nós mudar a educação adotada pelos pais.
  5. Repare se os hosts demonstrarão interesse sobre sua vida. Ok, ok - seremos contratados e aquela realidade de 'part of the family' não é bem assim - mas não custa reparar se eles se preocupam com seu bem estar, sobre o que pretende fazer, como é sua vida, etc.
  6. Algumas AuPairs sugerem que se grave a conversa (o Skype possui algum tipo de plugin que facilita). Eu não achei necessário (já que nossas conversas foram by phone) e as questões que eu achava importantes pro convívio, combinei de fazermos por e-mail - e assim, terei o tal registro.

Minhas perguntas para a host family

Lembrando que foram as que EU achei necessidade em formalizar. Aí, vai de cada um - em relação a fatos importantes e curisidades.

About the kids:
  1. What do they like to do in their free time?
  2. What do they think about change their aupair?
  3. Are they opened to accept my help with their homework or play together?
  4. Are they energetic or calm kids?
About my relationship to the family / duties / obligations:
  1. Do you usually travel? If yes, Can I go with or not?
  2. What do you do in your free time? Do you include your aupair in these activities?
  3. Will I be responsible for any household duties? If so, which ones?
  4. What time can I get home during the week and on the weekends?
  5. Can I use the car in my free time?
  6. Will I have a private room, bathroom?
I could see that all your aupairs stayed with you at least 1 year. If I change my mind and decide stay for 2 years, is it possible?

As perguntas da host family para mim

  1. What do you think about  living in a place with cold winters?   Driving in the snow? 
  2. Are you a neat person?    Would living in a cluttered household make you unhappy?
  3.  Would you consider walking our dog, Teddy, once around the block during the week around midday?   (I walk him in the morning and at night and on weekends, and the girls take him out after school)    Walking the dog means picking up after him as well.    
  4.  How were you disciplined as a child, when you did something wrong?
  5.  How do you resolve conflict?   Are you able to question a directive from your employer if you disagree with it?
  6.  If you decided to stay for 2 years, would you want to visit Brazil during that time?
  7.  What do you plan to do when you return to Brazil after your au Pair time is over?
  8.  How may years have you been friends with your oldest friend?   (ie since college?, high school?   grade school?)
  9.  Are you prepared to get an Illinois (our state) drivers license (which means passing a written test and a driving test)  within 60 days of arriving in the US?
  10.  What parts of the US are you most interested in seeing?
  11.  Do you have friends currently in the US?   Where are they living and what are they doing?
  12.  How do your parents feel about you becoming an au Pair?   Do they speak English?    Do they have any questions for me?
Além destas, por phone ela me perguntou sobre meu boyfriend (e qual meu pensamento sobre ficar longe dele e o que faria em relação a saudade), se tenho em mente algum curso para fazer por lá, o que farei da vida quando retornar ao Brasil, porque escolhi o programa de AuPair, se eu tinha intenção de chegar lá e comprar notebook, celular e eletrônicos (felizmente ou bem in, já fiz minha compra antes de ir pra Uk :p), quais lugares eu gostaria de morar nos EUA... Houveram mais algumas, mas não me recordo bem.

Outro ponto importante é, se a família tiver AuPair, pedir para conversar com ela. Tem detalhes que os hosts não deixarão muito claros, principalmente em relação ao comportamento dos filhos - e ter uma noção real do que viverá, facilitará muito. Após falar com a atual da minha host, tive mais certeza ainda que era pra ser! :)

Acho que é isso! Espero que seja útil! 
Boa sorte para nós!

0 comentários: