Começando a organizar a vida!

quinta-feira, outubro 24, 2013 Aline 0 Comments


Eu acho que às vezes precisamos fazer uma boa limpeza na vida - afinal, como coisas novas entrarão se o espaço está parcialmente (ou total) preenchido com passado, mágoas, ressentimentos, dores e qualquer outra tranqueira que não tem utilidade alguma (e até fazem mal)?

Dizia Lulu Santos: 'Não há tempo que volte amor, vamos viver tudo que há pra viver... vamos nos permitir!'. Portanto, chegou a hora de deixar o que ficou pra trás LÁ ATRÁS, e retirar do coração, do guarda-roupa, do criado mudo e até da internet o que pode ser o empecilho para deixar o novo chegar e curti-lo inteiramente.  

Eu estou quase começando uma etapa nova (euvouprosEUA ser aupair e mimimi blablabla wiskas sache), mas percebi que se eu levasse alguns itens da bagagem interna que adquiri nos últimos tempos, não conseguiria me abrir e curtir o novo tão bem. Pra quê levar tanta mágoa? As decepções? E aquele monte de roupa no guarda-roupa que não uso há tempos? Até que percebi que a mudança não ocorreria quando mudasse de país - mas estava acontecendo agora, de dentro pra fora

Enfim, você quer começar, mas não sabe por onde? 
Eu comecei por esses links abaixo. Tente, quem sabe não te ajuda também! :)

1. Fazendo uma limpeza na sua vida

Eu sei lá onde achei esse texto (foi em um dos muitos blogs que sigo, mas forgetei de salvar a fonte), mas sei que ele foi um dos pontos de partida para começar meu momento limpeza. Super didático, com tópicos e explicações: limpeza na alma, nas lembranças, no círculo de amizades, em casa, nas redes sociais, no corpo, nos pensamentos, nos objetivos - a autora mandou muito bem. Dá pra seguir como guia mesmo.



Destaque para:
"Geralmente aqueles a quem podemos chamar de amigos verdadeiros são pessoas que não queremos que saiam da nossa vida nunca. Se você se sente assim em relação a todos os seus, agradeça por esse presente da vida e deixe esse tópico pra lá. Mas não é assim com todo mundo, muitas vezes precisamos ou nos relacionamos por acaso com pessoas que nos deixam pra baixo, fazem muita fofoca e têm uma energia ruim que afeta o nosso humor. Há também aqueles que nos tratam bem na nossa frente e falam mal quando não estamos presentes. Certas amizades, por mais que você tente, não foram feitas para darem certo. Escolher bem quem está do seu lado é uma condição importantíssima para a felicidade."

2.  15 coisas que você precisa abandonar para ser feliz

Uma vez a Chata de Galocha sugeriu esse texto aí e salvei em meus favoritos - pois foi 'amor a primeira lida'. E, toda vez que alguém o posta, aproveito a chance e leio de novo, pra receber uma nova chacoalhada e tentar one more time



Destaque para:
"No momento em que você se desapegar de todas as coisas, (e isso não significa desistir do seu amor por elas – afinal, o amor e o apego não têm nada a ver um com o outro; o apego vem de um lugar de medo, enquanto o amor… bem, o verdadeiro amor é puro, gentil e altruísta, onde há amor não pode haver medo e, por causa disso, o apego e o amor não podem coexistir), você irá se acalmar e se virá a se tornar tolerante, amável e sereno… Você vai alcançar um estado que te permita compreender todas as coisas, sem sequer tentar. Um estado além das palavras."

3. Vida organizada 

Em meu primeiro 'dia de férias', já em casa e começando minha organização geral, o Facebook gentilmente me sugeriu essa página. Como fã de organização, pensei que teriam algumas sugestões válidas - mero engano! Ao entrar no site em si, vi que tem muito mais do dicas, e é um verdadeiro manual de como se organizar em todos os sentidos da vida. Aprendi até mesmo métodos de organização e as indicações de livros são extremamente úteis e válidas. Para começar, literalmente: Comece a se organizar agora.


Destaque para:
“Quantas recordações têm nessas toalhas, né vó?”
E ela: “Pois é. Por isso fico com medo de doar. Vai que a pessoa não dá valor e simplesmente joga fora”.
Então eu respondi: “Mas qual o valor de elas ficarem guardadas dentro do seu armário também? As lembranças não estão no seu coração?”

Na verdade, foi difícil escolher um trecho de destaque. Cada vez que entro no site encontro um post melhor do que o outro, e vou separando nas abas para ler no mesmo dia. Quando a autora (que me simpatizei desde a primeira visita ao blog) fala em organização, o assunto se expande: é em casa, é no coração, é na distribuição das tarefas diárias e execução... Vale, vale e vale muito a pena!



O blog está sendo desenvolvido por um casal, que após trabalhar anos em uma grande editora nacional - e passar grande parte do tempo trabalhando, e não vivendo - resolveu largar tudo para buscar o que é realmente a felicidade. Sempre há um novo texto sobre alguém que também largou tudo ou encontrou uma forma de viver de verdade.

Indico começar obviamente pelo começo - o primeiro texto do blog, em que relatam a decisão de largar tudo: Vale a pena largar tudo em busca da felicidade? 

Destaque para: 
"Aquele momento em que – depois de trabalhar mais de 8 horas sem ver a luz do sol, empenhando-se em atividades que parecem sem sentido e estressando-se no trânsito de uma grande metrópole – você chega em casa e “começa a viver”. É esquisito escrever isso, mas mais de um amigo usou a expressão “minha vida começa quando eu chego do trabalho” para descrever os parcos momentos de felicidade que a gente experimenta entre jornadas de 8 horas preenchendo formulários, apertando botões e participando de reuniões."


5.  Música para inspirar: Roar - Kate Perry



 --

Eu admito que estou com um pouquinho de privilégio, pois parei de trabalhar algumas semanas antes de viajar e estou conseguindo colocar tudo em ordem: desde roupas (já tenho uma PILHA pra doar), papéis antigos (contas, recibinhos de banco, e qualquer outra tranqueira do tipo que vai se aglomerando pelas gavetas) que já chegaram a quase 5kg, cremes e cosméticos que quase nunca uso - inclusive, notei que uns estavam vencidos. 


Também inclui na lista uma limpeza nos contatos do Facebook (quanta gente eu só conversei uma vez na vida?! Ou quantas não precisam saber de tanta coisa minha que ali exponho), exclusão de algumas redes sociais que nem uso (meu Twitter estava à toa há 2 anos!), trocas de senhas... até mesmo muitas músicas antigas que nem faço questão de ouvir. E, por aí vai. Até meu quarto está com outra cara. Já me disseram que eu estou com outra cara! :)


Sei que é complicado arranjar um tempinho para fazer algo semelhante, mas garanto: você se sentirá outra pessoa. As limpezas externas e internas vão acontecendo em paralelo, ao mesmo tempo. Faz um BEM danado.


Comece aos poucos, fazendo uma listinha (como eu estava fazendo antes desses meus dias 'off' - arrumar gaveta tal, organizar e-mails, etc), e faça um pouquinho cada dia. 



Ufa, essa limpeza toda me inspirou! :)


0 comentários: