Com que mala eu vou?

quarta-feira, março 18, 2015 Marcus Vinicius Castellucci Fermino 13 Comments


Bom, para aqueles e aquelas que não me conhecem eu sou o Marcus, esse mesmo professor pardal que a nossa digníssima Aline me descreveu no post de apresentação. Sou formado em Engenharia de Controle e Automação, doido para criar coisas novas e viciado em futebol americano. Sejam bem vindos ao meu post de mochila, porque né, so um louco desvairado para fazer algo tão especifico. Peguem os cadernos, canetas e pipocas e enjoy with us!



Tudo começou no ano passado, quando decidimos planejar uma viagem de estudos e um possível mochilão pela zoropa. Desde o principio sabíamos que o resultado seria Dáblin (sotaque britânico country side mode on), mas fizemos varias cotações que iam de USA (ainda bem q não rolou, pq o dólar...), Canada, Australia até Nova Zelandia. A nossa ideia, como já foi explicado pelo projeto de gente aqui incluem 3 semanas de inglês em Dáblin + 2 semanas de mochilão pela nossa amada Botinha europeia (Ma che Cazzo claro q é a Italia, madonna mia! Emoticon mãozinha fechada a la italiano!)


Ai você me pergunta, O Marrrcus (puxando o r é claro!) levo uma mala ou uma mochila? Ai eu respondo: tudo depende do referencial (Oh céus! Aline pira!), ou seja, é a primeira vez que você vai? Se sim, arrisque-se com uma mala maior, porque com uma mochila só, de duas uma: ou sua família te põe na rua por não trazer lembranças, ou você ficara q nem uma ancora dentro do quarto quando fechar tudo e colocar a mochila nas costas. 

Brincadeiras a parte, marinheiros de primeira viagem tendem a levar mais coisas e não usam nem metade (master of obvious!). No nosso caso, como já somos de terceira ou quarta viagem, optamos por uma mochila de trilha das grandes, pois levaríamos somente o necessário e teríamos uma grande facilidade de locomoção. Ok, o camelo aqui vai penar um pouco para levar, mas como tudo e festa quando viajamos, que venha a mochila! 

Outro ponto que pesou na nossa decisão é quem em Veneza não se pode utilizar malas com rodinhas (ma che cazzo de novo, comassim não pode?), provavelmente pelo ruído que as rodinhas devem fazer no piso irregular de la....
Ai vem a outra dúvida que surge: Mas qual mochila? Essas de notebook? (típica pergunta de mãe). Claro q não né mãe, são aquelas mochilas de trilha enormes que cabem quase uma casa dentro. Ahhh, claro que sim, também cabe aquele agasalho extra que você vai querer que eu leve de ultima hora. Se pá aquele guarda-chuvas também. 

Agora você deve estar imaginando, uma mochila para o projeto de gente e uma para o Marrrcus (não esquece de puxar o r!), certo? Errado! Uma para os dois e pronto acabou. É assim que vamos fazer. Logicamente teremos uma logística e um minimalismo incrível na organização, mas tudo é valido incluindo essa experiência de desapego com o inútil. Claro que para satisfazer as nossas necessidades mínimas de espaço, fomos a caçada de mochilas de trilhas enormes. 

Procuramos por vários sites no Brasil, mas os preços beiravam os R$800,00, que convenhamos, é um absurdo. Eis que tivemos a brilhante ideia de procurar no Aliexpress (o melhor site de muambas uteis e inúteis do mundo com frete grátis ou irrisório para a maioria dos itens). Procurando por la, encontrei uma North Face (falsificada claro) de 105L (sabe o que são 105L nas costas? Pois é, nem eu!) pela bagatela de U$80 (pouco mais de 200 reais na época) que com impostos chegou a R$400,00. Aqui temos o link pra ela e abaixo uma foto. Note que ela tem uma mini mochila de 20L que pode ser desacoplada para a melhor distribuição de peso.


Bom, para você que fez aquela leitura dinâmica e não teve muita paciência para o meu lero-lero, o negocio e o seguinte:


Até a próxima galera!


***
Legenda: projeto de gente = Aline
Imagens: 1 aqui / 2 aqui / 3 aqui / 4 by Marcus

13 comentários:

  1. Estava procurando informação sobre o assunto e achei este post. Informação bem resumida e humorada!
    Parabéns!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Uia, que bom que você gostou e achou util!
      Confesso que fiquei meio assim de exagerar um pouco no drama #alinefeelings!

      :)

      Excluir
  2. Aline,
    teu namorado escreve muito bem!
    Quero fotos dessa mochila durante a viagem!
    Aproveitem!

    Bjs
    Camila

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigado pelo elogio :)
      Prometo que quando voltarmos(ou se tivermos tempo la) mandamos fotinhas dela #tuchada!

      Excluir
  3. Poderia complementar dizendo que alguns viajantes (não sou eu, juro!) querem levar o mundo sempre e com isso, conseguem ferrar a coluna e o intercâmbio todo com o peso! Te garanto novamente que esse ser NÃO SOU EU! :p

    De fato, nessa próxima ficarei de buenas, ne?! :PPP
    Que venha esse desafio aí!

    ♥ <3

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entao, ne... por isso disse que o camelo aqui vai levar, pois o meu unico problema e a gripe que da quando volto pra academia.. :P

      So venha esse desafio

      S2

      Excluir
  4. Alineeee! Vou ler tudoo! Isso aii sigam em frente, quando crescer quero ser igual a vcs! #poxstura ! Abraços

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. E isso ai Aline #poxstura!
      Quero ver a aline com mala e o aviao caindo :P

      Excluir
  5. haha adorei a escrita. mas uma mala pros dois é muito desapego. será que eu conseguiria?
    xx

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas essa e a ideia! #desapego!
      Juro que te conto quando voltarmos se foi facil ou nao, pq se em 2 nos conseguirmos, vc consegue sussa

      :)

      Excluir
  6. Ano passado quando fui passar 3 meses na Alemanha, peguei a mala grande que tinha e tentei colocar o máximo de coisa dentro para não ficar vazia. Devo ser a única que sofre com excesso de espaço rs. Mas acabei comprando uma mala pequena porque não consegui encher a grande, e depois dos 3 meses cheguei a conclusão que se eu tivesse viajado só com a mala de mão não teria passado necessidade rsrs.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Confesso pra vc q a unica vez que nao me arrependi de ter levado uma mala meio vazia e outra vazia, foi quando fui buscar a Aline em Chicago. Torrei oq tinha e oq nao tinha e trouxe vaaaaarias coisas para o sobrinho que estava por vir. No fim, voltamos com 4 malas cheias e por sorte nao nos pararam na alfandega...

      De resto, confesso q qualquer mala grande e cheia so atrapalham.

      Muita mala me lembra uma vez que estavamos na Belgica, e nao sei pq cargas dagua tinha umas linhas de trem em manutencao. Justo na estacao que paramos tinha uma puta escada pra atravessar de uma linha para outra. No fim, acabei subindo e descendo umas 4x aquela escada... #mochiladetrilha!

      :P

      Excluir
    2. A situação que o Marcus fala das malas é essa:
      http://www.vamospralgumlugar.com.br/2013/02/perdidos-na-holanda.html hahaha!
      Puta apuro! Nem quero lembrar como fiquei irritada de subir e descer a passarela cheia de escadas com as malas pesadas! --'

      Excluir