NORTHERN UK: GLASGOW, LAKE DISTRICT & LIVERPOOL

quarta-feira, abril 22, 2015 Aline 9 Comments



Da série euvouprauk, ficamos devendo um post sobre o finzinho de nossa viagem, pelo norte do Reino Unido. Apenas para lembrar, em 2013 estava em UK para estudar e de quebra, emendei um mochilão pela Europa. Os últimos 4 dias foram reservados para descanso no sossego - e frio - britânico.


Nosso roteiro de trem! 
Após curtir o castelo de Neuschwanstein em Munique, fomos para Glasgow de avião, com a British (uma das melhores cias com preço de RyanAir! UM ACHADO!). Antes de mais nada, preciso citar o descontentamento com hotéis, que todo post ensaiava e no fim, não explicava. Prontos para a ladainha?! :P


Quando comecei a planejar a tal viagem, ainda faltavam -250 dias (quando criei este blog) e eu ainda não namorava o Marcus. Por ser a primeira viagem e sozinha, resolvi comprar um pacote "mochilão" com a CI, a mesma agência que havia fechado o curso em Hastings. Mesmo já trabalhando com reservas de hotéis para empresas, eu tinha um certo medinho de dar pau lá fora, sabe? Então resolvi pagar mais caro para não ter problema. Rá.
E assim, todos os hotéis e bilhetes de trens foram emitidos pela CI, e os recebi há poucas semanas do embarque. Imagine meu pânico e a ansiedade por não saber onde me hospedaria! Não tinha nem o prazer de fuçar o GoogleMaps e ver a carinha da fachada, saber se tinha árvores na frente ou um café qualquer. 
Em resumo, achei totalfail todos os hotéis. Todos. Eram longe dos principais pontos turísticos, nada localizados, alguns até velhos e aí que percebi que com o valor que paguei, teria reservado coisa muito melhor. Eu aprendi a lição e espero que você aí coleguinha, aprenda pelo meu relato e não pela experiência.

Voltando ao tema do post (adoro emendar assuntos), Glasgow não estava no pacote da CI e lá a hospedagem era por minha conta. Fomos direto no Ibis, e não teve erro: pertinho de tudo, atendimento padronizado e preço bom (ainda não tava no ritmo alucinado de economia com Airbnb!). 

Teríamos apenas duas noites e um dia completo lá, e optamos por jantar algo que amamos e estavamos com saudade: comida japonesa! Li uns reviews na net e achamos um lugar perto (Nanakusa Japanese Grill). Por uns £80/casal (!!!) comemos uma barquinha BEM MAIS OU MENOS. Aprendemos a lição e aqui a deixamos a você: nem todo país manja do japafood. Puta grana jogada fora, mas enfim... evitem o japa food, galera!


Uma loja de roupas para festas. La este e' o suit & tie deles! :P

Foto em tom vermelho pra combinar com a anterior. 
No dia seguinte, rodamos o centro de Glasgow. Estava o frio típico inglês com uma garoa chata, somada a dor de cabeça que estava por conta do jantar japa. Não arriscamos nenhum ponto turístico longe, como nosso intuito era descanso e "sentir a cultura", apenas turistamos de boa. 



Essa acima é a Buchanan St., uma das ruas com "calçadão" mais famosas de Glasgow, onde se concentram boa parte das lojas famosinhas e restaurantes (estava inaugurando uma Forever 21 na época). 

Ao nosso olhar, a cidade é bem boring. Não é tal medieval, tem uns prédios mais modernos e se pudessemos voltar no tempo, teríamos escolhido Edinburgo. Uma conhecida havia dito que a Escócia em si tem um clima meio dark e pesado, e de fato, hoje temos a mesma impressão. Talvez com mais dias por lá, dê para mudar de opinião. Mas nem ovelhas tinha. Que raios de cidade inglesa não tem ovelhas? :p



LAKE DISTRICT

No dia seguinte, pegamos um trem e em cerca de 3h estávamos na região conhecida por Lake District, ou dos lagos. Havia visto sua beleza através de um guia que ganhei e me apaixonei... montanhas, lagos, ovelhas. Perfeito pra finalizar a viagem, né? 



Quintal do hotel <3
Tirando o cansaço da viagem (algumas conexões de trem em lugares inabitáveis com um frio do inferno), chegamos à mini-cidade, que cerca um dos lagos. O que Glasgow nos desagradow, Windermere acertou o coração. Alguns cafézinhos ao redor, casinhas de pedras, MUITAS OVELHAS e as montanhas (algumas, lá longe, ainda com neve).





Encontrei o hotel Wateredge Inn (com pier pro lago!) no Booking e na promoção (£80/casal duas noites). Mesmo a cama sendo bem apertadinha, tínhamos uma vista linda e ele inteiro tinha aquela carinha de construção inglesa, sabe? Pra completar, um restaurantinho mega fofo que servia pratos típicos.


FISH & CHIPS típico <3



Fizemos uma caminhada nas áreas verdes (cercadas adivinhe por quem? OVELHAS!), bebemos cerveja na beira da árvore e alimentei patos. Sim, a experiência mais engraçada e legal nos quase 3 dias lá. Compramos um saquinho com ração numa vendinha na beira do lago e de repente, era CUÉ pra todo lado. Muitos me seguiam, quase pulavam... Quase passei a amá-los mais do que as ovelhas. Quase. Em nosso último dia, o mundo caía em chuva e enquanto tomávamos café, uma dupla de ganços batia o bico na porta pedindo para entrar. 








LAIVERPOOL

- How can we get to Liverpool?
- LAIverpool? You just have to wait right here.



Congelando na estação

Se foi novidade ouvir DÁBLIN e HÁSTINGS, imagine só quando o tiozinho da estação pronunciou o I com som de AI. Não contentes, perguntamos de novo e ele repetiu a façanha. O sotaque britânico sempre nos impressiona. Nunca acredite que já ouviu tudo.

Nossa última parada foi na cidade dos Beatles, cerca de 1h30 de trem. Lembrou muito Hastings, com muita subida e uma vista bem legal do mar. Passeamos pelas docas, andamos pelas ruazinhas cheias de subidas e claro, visitamos um museu na beira das docas e encaramos um pub (não era o dos Beatles...) com direito a muita mulherada bêbada!





É de fato uma cidadezinha encantadora e tirando o pinga-pinga que não cessava, num dia de sol talvez seja ainda melhor (quem sabe no verão, com a roda gigante na ativa).

Finalizamos nossa viagem no aeroporto de Manchester, voltando à Heathrow e de lá, Guarulhos - trazendo na mala e no coração uma deprezinha, depois de tanta coisa vivida em quase 40 dias.




Aí perguntam: vale a pena fazer viagem corrida, ficando 2 dias em cada lugar? SIM e NÃO. Tudo depende do bolso, tempo, disposição. Não acredito que voltaremos tão cedo ao Norte de UK e de fato, esse curto tempo foi suficiente para respirarmos a atmosfera de cada local. 



CUEEEEEEEEEEEEEEEHHH!


Infos: 

  • - Compramos os tickets de trem diretamente no site da Nothern Rail e pagamos um valor bem legal por ser antecipado. Na época, eles não aceitavam cartão de crédito, só conseguimos comprar com o travelcard (pré-pago) que já tinha em libras (ou com cartões emitidos em UK);
  • - Moeda: libra Esterlina (£), valendo no câmbio de hoje uns R$ 5 cada poundzinho (na época da viagem, valia R$ 3,50);
  • - Idioma oficial: Inglês (prepare-se para o accent!);
  • - Brasileiros não precisam de visto (para permanência de até 90 dias);
  • - Até o momento não há voos diretos do Brasil até o norte de UK. A ideia é escala/conexão em Londres, ou arriscar com KLM via AMS (Amsterdam) ou AirFrance via CDG (Paris).

Caso queira conhecer as cidades, vale a pena combinar com Manchester e Birmingham, se tiver um tempinho maior. 


Tenho um medo enorme desses negócios. Tenho pesadelos com eles. 


9 comentários:

  1. Oi, Aline!

    Menina, que azar essa história dos hotéis, né? O bom é que a gente sempre tira uma lição dessas coisas.

    Eu já fui pra Edimburgo, já li diversos relatos sobre Glasgow e decidi que tomei a melhor decisão: "Edimbrágh" é demais! Super medieval, dark, melancólica, linda, linda, linda! Coloca Edimburgo na sua listinha que tenho certeza de que não vai se arrepender!

    O interior do UK é bem o estilo do interior da Irlanda, mas confesso que prefiro a Irlanda... rs

    Mas as ovelhinhas.... ahhhh, como ela são fofas! Não canso de olhar pra elas!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bárbara,
      Eu queria era participar de uma festa mega formal sabe?! Só pra ver a galera vestida a carater!
      Ovelhas! Me encantei por elas e já avisei que vou levar uma mala vazia pra trazar alguma pra cá... hahaha
      Que a Irlanda suba as temperaturas nas próximas semanas! :)

      Excluir
  2. Olha eu aqui!!!
    Fiquei com mixed feelings nesse post. Primeiro, AMEI as fotos. Tipo, muito. Essa dos frutos vermelhos virou minha tela de trabalho do trabalho haha. Cê se importa? E outro feeling foi inveja branca porque super morro de vontade de conhecer a Escócia. Um terceiro feeling foi de saudade porque algumas fotos parecem demais com a Irlanda. Ah só vc pra vc fazer isso... rs

    xxx

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paulinha,
      Pra vc ter noção devo ter umas quase 200 fotos só desses 4 dias! Foi difícil selecionar... Adoro sair fotografando o nada. O Marcus quase fez um book de patos!
      Mas é claro que pode usar :) Que fofo! <3
      Sinto muito em dizer, mas vou ter que encher isso aqui de fotos da Irlanda daqui a pouco... :p Ainda dá tempo de ir com a gente!

      Excluir
  3. Esqueci de dizer o principal: que layout liiiiiiiiiiiiiiiindoooooo é esse???

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Esse fundinho fofo? Ah, eu não páro quieta, não é mesmo? Nunca estou satisfeita...

      Excluir
  4. Uia! e não me lembre desse cheiro de molho de frango que nao deve ter saido do agasalho q vc me deu ate.... :/

    Lembro da cena comica de vc tentando fugir dos patos, que estavam te seguindo por causa de comida. Vc tem aquele video ainda???? :P

    E o amis importante de tudo! obrigado por me deixar fazer parte desse role tao doido q vc tinha planejado. Sei que vc queria fazer sozinha, mas diz ai, vc adorou a minha cia, ne? :P

    Tbm te amo!

    Jum s2

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Cheiro de molho de frango kiev insuportável, você quer dizer, né?! :P

      PATOS! lindos, maravilhosos e carentes! Não achei o vídeo, porque queria postá-lo aqui...

      Eu quem agradeço por ter feito parte das minhas loucuras! Não teria sido a mesma coisa sem você, sabe disso, né?!
      Que venha a próxima, daqui -35!

      Tbm te amo, jum, tchau

      Excluir
  5. Morri de rir com essa das ovelhas hahahaha . ah Meu contato com o inglês na época que estudava foi sempre com o britânico, daí que meu cérebro acha que eles falam do jeito "normal" e o resto do mundo fala do jeito estranho rs.

    Namorado quer ir pra Escócia esse ano, mas ainda estou pensando no assunto. Praga fica há duas horas de onde vou morar, estou achando mais interessante. Mas eu adoro ovelhas e paisagens naturais... vou pensar a respeito e pesquisar um pouco.

    ResponderExcluir